Arquivo para junho \26\UTC 2011

A história do Jornalismo do SBT

Ontem, o jornalismo foi o assunto do Festival SBT 30 Anos. Lá, eles falaram, lógico de tudo que já foi(e ainda vai) ao ar na programação noticiosa da emissora.

Eu acompanhei com atenção, mesmo que ouvindo a derrota vergonhosa do Atlético-MG diante do Flamengo por 4 a 1, com direito a gol de Ronaldinho Gaúcho.

Só que eles esqueceram de alguns pontos históricos, que aqui serão relembrados, junto com o complemento do que foi mostrado lá.

Por isso, venha com a Rede Além relembrar toda a história do jornalismo do SBT:

1981-1988: O primeiro noticiário em rede: Como todo mundo sabe, o SBT transmitiu a própria estreia, isso foi uma cobertura jornalística, não é? Mas falando de telejornalismo, o primeiro noticiário da rede de Sílvio Santos, também foi o primeiro telejornal matutino em rede nacional. O Noticentro(tradução livre para news center) entrou no ar em 1982. Inicialmente, ia ao ar às 7:30 da manhã. Os apresentadores do noticiário eram oriundos da extinta TV Tupi, entre eles estava Lívio Carneiro que já apresentou outros telejornais da casa nos anos 80. Entre os repórteres do Noticentro, estava Magdalena Bonfiglioli, que está na emissora até hoje. Felisberto Duarte, o Feliz, fazia a previsão do tempo, aliás, Feliz era adorado pelas crianças, que assistiam ao Noticentro, só pra ver o Feliz na previsão. O formato do Noticentro era diferente dos demais: os apresentadores conversavam sobre as notícias, e se despediam de mãos dadas, saindo assim quando iam subindo os créditos. Em 1986, o Noticentro deixou as manhãs para ganhar o inicio da noite, das 18 às 19 horas. No mesmo período, outros dois noticiários estavam no ar: o Jornal 24 horas, que ia ao ar nos fins de noite e o Jornal da Cidade, com as informações locais(apenas nas emissoras próprias). Em 1986, o Jornal da Cidade, passava a se chamar Cidade(nas emissoras próprias, o Cidade vinha acompanhado do nº do canal do SBT. Ex: Cidade 4 em SP).

1988-1991: a era dos TJ´s: Em 1988, o SBT investiu forte no seu jornalismo, com a contratação de profissionais, como Bóris Casoy e Hermano Henning(na casa até hoje) e reformulou os seus noticiários. O Noticentro foi extinto e, no seu lugar, entrou o Telejornal Brasil(ou TJ Brasil). onde se deu o inicio da era dos TJ´s. Além do TJ Brasil também tinha TJ Manhã, o TJ Noite, o TJ Internacional e os TJ´s Locais, numa tentativa de padronizar o jornalismo local da rede, substituindo o Cidade. Além dos TJ´s, o SBT também tinha o Notícias de Primeira Página, que antecipava as notícias que iriam estampar a primeia página dos jornais de todo o país.

1991-1997: a era de ouro com “A Arma do Povo”: A década de 90 tinha começado, ainda na era dos TJ´s no SBT. Porém, esses mesmos TJ´s eram sofisticados demais na visão da emissora. Por essa razão, o TJ Noite, os TJ´s Locais e o Notícias de Primeira Página foram extintos, ficando só o TJ Manhã, o TJ Brasil e estreando o TJ Internacional, que saiu para dar lugar ao Jornal do SBT. Mas o grande trunfo do jornalismo da emissora, era o jornalismo policial, com o Aqui Agora. O noticiário foi comandado por vários jornalistas, entre eles: Ivo Morganti, Cristina Rocha, Sérgio Ewerton, Liliane Ventura, Eliakim Araújo, Leila Cordeiro e Ney Gonçalves Dias. A equipe de reportagem do Aqui Agora tinha grandes nomes do jornalismo policial, e de serviço, como Celso Russomano, Wagner Montes, Célia Bravin e Gil Gomes. Feliz(Olha ele de novo aí) fazia a previsão do tempo. O jornal ia ao ar nos fins de tarde da emissora e revolucionou a forma de levar notícias ao povo. Como dizia seus slogans: Um jornal vibrante, uma arma do povo, que mostra na TV, a vida como ela é. Outro noticiário que nasceu em 1991 foi o Jornal do SBT. Inicialmente, ele foi apresentado por Lillian Wite Fibe, mas, a partir de 1993, deslanchou com o Casal 20 do jornalismo brasileiro: Eliakim Araújo e Leila Cordeiro, que também apresentaram o Aqui Agora em 1996. Grandes reportagens também fizeram parte do histórico hornalístico da rede: em 1992, Nelson Hoineff e Roberto Maya estreavam o Documento Especial: Televisão Verdade que já fazia sucesso nos tempos da Rede Manchete. O programa ficou até 1995, quando foi para a Band. No mesmo período, a rede do Patrão estreou o SBT Repórter, no ar até hoje. 

1997: Queda Livre: Já dizia o ditado: tudo o que é bom, dura pouco, assim foi com a Era de Ouro do Jornalismo do SBT, que durou 6 anos. O Aqui Agora foi extinto devido às quedas de audiência e as mudanças de horário. Já o TJ Brasil acabou por conta da ida de Bóris Casoy para a Rede Record, onde comandou por 8 anos, o Jornal da Record e outros programas. Com o fim dos dois telejornais, o SBT voltou a investir no jornalismo local com o Noticidade, que ficou no ar até o fim da década em São Paulo, atualmente, está no ar em Ribeirão Preto e Sorocaba. Já nacionalmente falando, transformou o Jornal do SBT no seu principal produto noticioso, com direito a parceria com a sucursal latino-americana da CBS News, que durou por dois, três anos. No mesmo período, ia ao ar durante a programação, o Notícias de Última Hora, que ia ao ar nos intervalos, com as notícias do momento.

2000-2005: Uma nova esperança: O SBT começava o milênio com um jornalismo esquecido que já não lembrava mais os primórdios, nos anos 80, e a era de ouro entre 1991 e 1997. Sem um telejornal local, o SBT retornou com o TJ Manhã em 2000, com a apresentação de Patrícia Pioltini. o jornal ia ao ar de 6:30 às 7 da manhã, e ficou no ar até 2003. O Jornal do SBT, que desde 1997 era o principal noticiário da rede, foi comandado por Hermano Henning, por 7 anos(1999-2006). Desde os tempos da parceria com a CBS News América Latina, as madrugadas foram só de notícias seja com o Sinal da Madrugada, ou com o SBT Notícias, ou as edições arrastadas do Jornal do SBT. Em 2003, Silvio Santos, resolveu fazer uma aposta, meio que arriscada: estreou uma espécie de 1ª edição do Jornal do SBT com duas mulheres no comando, porém, elas não eram jornalistas, mas, sim, uma atriz e uma modelo, vindas da Casa dos Artistas 2 e que já fizeram ensaios sensuais. Essas duas eram Cynthia Benini e Analice Nicolau, que, na maioria das vezes, faziam o jornal vestindo minissaias, ou vestidos curtos e decotados, ressaltando as curvas das duas, o que rendeu nos bastidores, os apelidos de “Jornal das Pernas” e “Naked News”. Elas ainda fizeram o SBT Notícias Breves, noticiário curto com algumas notícias do momento, inspirado no Notícias de Última Hora, que foi ao ar na década de 90.

2005-2010: O renascimento com o SBT Brasil e novas contratações: 2005, pode ser considerado como o ano do ressurgimento do Jornalismo do SBT. Nesse ano, a rede contratou Ana Paula Padrão, que ficou por 18 anos na Globo, fazendo reportagens e batendo ponto nas bancadas dos vários telejornais do Jardim Botânico. Ana Paula assumiu o SBT Brasil, como apresentadora e editora-chefe, e junto com Luiz Gonzaga Mineiro, que já foi diretor nacional de jornalismo nos anos 90, coordenou o novo jornalismo da rede com alguns profissionais que trouxe da Globo(com exceção de Guilherme Menezes que passou por Record e Cultura, em Brasília, antes de chegar a emissora) e ficou no SBT Brasil até 2007. Em 2006, Carlos Nascimento veio para reforçar a equipe, após passar 2 anos no Jornal da Band e dois períodos na Globo(entre 80 e 84 e 90 e 2004, somando, dá 18 anos na emissora). Nascimento assumiu a edição noturna do Jornal do SBT(onde está até hoje). Hermano Henning que estava na edição noturna, passou para a edição da manhã, que era comandada por Joyce Ribeiro. 2007, foi o ano da dança das cadeiras: Ana Paula Padrão deixou o SBT Brasil para comandar o SBT Realidade, onde fazia também reportagens no Brasil e no Mundo, com isso, Carlos Nascimento assumiu o SBT Brasil, como apresentador e editor-chefe, acumulando essas funções com as mesmas funções que exerce no Jornal do SBT. Ao lado de Nascimento, Juliana Alvim e Cynthia Benini apresentaram o SBT Brasil. Em 2007, estreou o SBT Manchetes, onde Nascimento e Cynthia antecipavam o que era destaque do SBT Brasil, mas, devido aos baixos índices de audiência, o jornal foi cancelado. No mesmo ano, alguns repórteres e profissionais foram para a Record, e ajudar a compor a equipe da Record News. Em 2008, houve uma tentativa de reedição do Aqui Agora, com Luiz Bacci(hoje na Record), Christina Rocha(atualmente no Casos de Família), Herberth de Souza e Joyce Ribeiro, sem sucesso. Em 2009, Roberto Cabrini retorna ao SBT, após mais de uma década passando por Globo, Band e Record, Cabrini retornou com o Conexão Repórter. No mesmo ano, Karyn Bravo foi contratada para comandar a previsão do tempo e o SBT Brasil. Rodolpho Gamberini também foi contratado para fazer reportagens e apresentar os telejornais da rede. Porém, se o SBT ganhou 3 reforços, perdeu Ana Paula Padrão: a jornalista que ressuscitou o jornalismo da Anhanguera acabou se muando para a Barra Funda, para comandar o Jornal da Record, com Celso Freitas. Cyntiha e Analice ganharam chances no Jornal do SBT: atualmente, Cynthia está na edição noturna com Nascimento, e Analice, na edição da manhã com Hermano, e, com isso, as duas calaram a boca de muitos críticos, como Edu César do Papo de Bola. Em 2010, o SBT tentou voltar ao âmbito do jornalismo policial com o Boletim de Ocorrências, que foi comandado por Joyce Ribeiro, Ulisses Rocha, Rodolpho Gamberini e César Filho(hoje no SBT Repórter), sem sucesso.

2011: novos rostos no SBT Brasil e o panorama atual: Agora, as coisas estão nessa ordem: Jornal do SBT Madrugada/Manhã, com Hermano Henning e Analice Nicolau; Jornal do SBT Noite: Carlos Nascimento e Cynthia Benini e o SBT Brasil que há quase um mês é comandado por Joseval Peixoto, com 40 anos de experiência nos oentários na Rádio Jovem Pan e Rachel Sheherazade, que deu o que falar ao comentar sobre o lado B do carnaval no Tambaú Notícias, da afiliada do SBT na Paraíba.

Esta então é a história do jornalismo do SBT. Em breve, iremos fundo em outras histórias jornalísticas das emissoras que fizeram, fazem e farão história.

Rede Além dos 140 Caracteres. A rede de blogs que vai Além, para quem quer ir mais Além.

Crônicas Além do Absurdo: Datena e o Jornal(ismo) da Record

Agora, a Rede Além vai mostrar seu lado mais absurdo. É a estreia do quadro Crônicas Além do Absurdo. Aqui, você lerá vários textos com uma análise que vai muito Além daquelas que você está acostumadas a ler.

E para começar, vamos falar da contratação de José Luiz Datena pela Record.

Ele estava na Band desde 2003, ou seja, 8 anos de Brasil Urgente e SP Acontece(desde 2008, 2009, sei lá)na TV aberta e de Manhã Bandeirantes(desde 2010) no rádio.

A partir de hoje, não o veremos mais no Brasil Urgente, e daqui a alguns dias, o veremos no novo Cidade Alerta, ou seja, quem pensa que era outro nome para o novo “Jornal da Record – edição das 5 da tarde”, na verdade é apenas o Cidade Alerta de volta e com o Datena.

A propósito, já tinhamos visto o Datena no inicio da década passada e, justamente, no Cidade Alerta, naquela época que tinhamos também um Fala Brasil de verdade, o Edição de Notícias(que depois virou 24 horas)  e um Jornal da Record de verdade.

Agora, em 2011, Datena retorna à emissora onde o jornalismo ganhou um só nome pelos incansáveis repetecos: Fala Brasil = Jornal da Record – 1ª Reedição; Hoje em Dia = uma mistura de Note e Anote com Jornal da Record; Record Notícias = Jornal da Record – 4ª Reedição São Paulo; Direto da Redação = Jornal da Record – Local – 1ª Reedição, 2ª Reedição (São Paulo);  Praça no Ar = Jornal da Record – Local – 2ª Reedição(menos SP), 3ª Reedição(São Paulo); Balanço Geral = Jornal da Record – Local – 3ª Reedição(menos SP), 1ª Reedição(São Paulo); Praça Record, de onde sai o material para as reedições locais, Domingo Espetacular = Jornal da Record – Edição de Domingo; Tudo a Ver: uma mistureba só: Jornal da Record + Domingo Espetacular, + Hoje em Dia + Top TV internet, do Programa do Gugu e reportagens tiradas do fundo do baú;  e o Jornal da Record, propriamente dito, uma verdadeira cópia do Jornal Nacional, da Globo.

Ou seja, o Jornal da Record tem 1 edição inédita e 2 reedições em rede, 4 reedições locais só para São Paulo e 3 reedições locais para toda a rede, uma edição inédita local e 1 edição aos domingos. Além do Repórter Record e do Câmera Record: Tudo a Ver – fridays extended edition(edição estendida das sextas-feiras).

Então, espero, eu, que não possa rebatizar o Cidade Alerta como Jornal da Record – 2ª Reedição.

Aliás, quero ver como o Datena vai se virar quando tiver que anunciar a resposta da Record às críticas da Globo, pois, Zé  Luiz tem muitas amizades por ali…

E até sei como ele vai falar lá no “Cidade Alerta: Jornal da Record – 2ª Reedição”: Me dá ibagens, ou você vai pro inferno, meu filho. Já que a Record pertence ao Edir Macedo…

Mas, brincadeiras a parte, espero que o Datena tenha toda a sorte deste, e de outros mundos, que Deus o ilumine e que Nossa Senhora Aparecida o ajude nesse retorno à Recópia(‘bom, neste caso, só Deus mesmo, porque, lá na Record, “tivemos uma treta com a santa”)…

E seja bem-vindo ao Jornal(ismo) da Record.

Rede Além dos 140 Caracteres. A rede de blogs que vai Além, para quem quer ir mais Além.

Blogroll do Além: as gatas do Twitter que tem blog

É, no post anterior, você viu as 10 gatas do Twitter, de onde nasceu a Rede Além.

Bom, 4 delas tem blogs, sendo que um já está por aqui, o Substantivolátil, escrito por Míriam e Maira Bottan.

Pois, é, a lista de blogs da Rede Além acaba de ganhar mais 3 integrantes, então, vamos a eles:

Etilicos.com: blog voltado às bebidas alcóolicas, entre elas, a cerveja, a cachaça, o vinho, e outras. Neste blog, está a 10ª gata do Twitter: Lívia Alves. Então, pela Lívia, pelo assunto, que dá sede por sinal, e pelo endereço simples, acesse: www.etilicos.com.

Make Making: é o novo blog solo de Maira Bottan. Bom, é como se fosse um Além com um toque feminino, mas ela avisou que segue com a Míriam no Substantivolátil. Então, acesse: http://makemaking.com.br/.

Tchulim – é o blog mantido por Ana Carolina Rocha e Fábio Morróida. Lá, lees falam da vida, de assuntos pertinentes, enfim, tudo na base lógica da Rede Além: Tudo ao mesmo tempo agora. O endereço é http://www.tchulim.com.br/.

Estes são os novos integrantes do Blogroll da Rede Além dos 140 Caracteres: a rede de blogs que nasceu lá no Twitter e que sempre irá mais Além.

As gatas do Twitter: e duas delas são do nosso Blogroll!

Ontem, o TechTudo mostrou as 10 gatas do Twitter, de onde saiu a nossa rede de blogs.

E duas das 10 gatas, são do nosso blogroll: Miriam Bottan e Maira Bottan do Substantivolátil, blog que integra a listinha de blogs indicados pela Rede Além. Pena que as nossas representantes estão, respectivamente, em 8º e 9º lugares.

Bom, lá vem as gatas do Twitter, segundo o TechTudo:

@liviasalves (Foto: Reprodução)

10. Livia Alves / @liviasalves
1.778 seguidores

Apesar dos seus 21 anos, esta gata já integrou algumas listas entre as mais gatas do Twitter. Ela é formada em administração de empresas, adora e-music e raves, e é especialista em bebidas (tanto que até escreve em um blog sobre o assunto, o Etílicos.com)

@mairabottan (Foto: Reprodução)

9. Maira Bottan / @mairabottan
4.164 seguidores

Apesar da pouca idade, 20 anos, e de ser do interior, a irmã mais nova da famosa Mirian Bottan (já sabemos que a beleza aqui vem de família) não se fez de rogada e também se jogou na blogosfera. Estudante de Artes Visuais, tem também um blog pessoal que ainda está no início, o Make Making. Atualmente mora em São Paulo (SP).

@mbottan  (Foto: Reprodução)

8. Mirian Bottan / @mbottan
17.315 seguidores

Natural de Americana-SP mas atualmente residindo na Capital, a blogueira de 23 anos é tão bela quanto inteligente. Escreve para o Substantivolátil junto com sua irmã mais nova, Maira Bottan, onde produzem textos bem humorados sobre assuntos diversos (e quando digo diversos, são diversos mesmo!). Devido ao sucesso, já fez até um ensaio para a revista TRIP.

@larissadare (Foto: Reprodução)

7. Larissa Dare / @larissadare
8.222 seguidores

De Sampa, é aspirante a fotógrafa e tem 19 anos. A gata é fumante desde os 16 anos, o que a faz receber muitas críticas em seu Formspring (todas ignoradas). Conhecida por muita sinceridade e humor ácido, nem por isso ela deixa de ser bela e popular.

@RaquelAwade (Foto: Reprodução)

6. Raquel Awade / @RaquelAwade
6.678 seguidores

Também de São Paulo, a nutricionista de 26 anos de idade se autodenomina ‘viciada em livros e defensora dos animais’. Recentemente ela foi eleita a vice musa Palmeirense. Injusto, não?

@vanessa_agrella (Foto: Reprodução)

5. Vanessa Agrella / @vanessa_agrella
1.331 seguidores

Estudante de Sorocaba (SP), esta gata tem 25 anos e, além de belíssima, é muito popular entre os tuiteiros. Infelizmente não tem blog, mas tem um ótimo fotolog.

@Feny_yy (Foto: Reprodução)

4. Fernanda Palma / @Feny_yy
76.925 seguidores

Paulista, 19 anos, e dona de um olhar invejável! Muito conhecida no Twitter, esta loiraça já é figurinha carimbada nos rankings das mais belas. Ela também é conhecida por um relacionamento (já acabado) com o Pe Lanza, da banda Restart – o que tem causado uma certa antipatia das fãs da banda (e do vocalista) por ela, mas realmente nada que comprometa sua imensa lista de seguidores e admiradores.

@manoelamk (Foto: Reprodução)

3. Manoela Meinke / @manoelamk
2.470 seguidores

Blogueira, mora em Santa Catarina e é estudante de Design e Moda. Ela tem muitos perfis do Orkuts fakes com seu nome, bem como muitas comunidades de admiradores. Também né? Não é para menos!

@siiinny (Foto: Reprodução)

2. Sinara Machado / @siiinny
2.273 seguidores

Essa loirinha, baiana de Xique-Xique, adora tirar fotos, tem 18 anos e é uma tuiteira de mão cheia. Trabalha em um escritório de contabilidade, malha muito e é modelo fotográfica nas horas vagas (ainda!). A gata não tem blog, mas garante que está com uma proposta inovadora de um site. O que será?

@tchulimtchulim (Foto: Reprodução)

1. Ana Carolina Rocha / @tchulimtchulim
9.141 seguidores

Também conhecida como Carol Rocha, Tchuli, Tchulinda, dentre outros apelidos carinhosos de seus followers. Essa paulista, com mais de 9.000 seguidores tem 23 anos e é estudante de Psicologia. Ela foi eleita miss #Lingerieday no youPIX em novembro do ano passado, quando mostrou toda sua beleza e carisma. Atualmente namora o famoso blogueiro Fábio Morróida, além de manter um blog, ainda com poucos posts sobre seu cotidiano.

No próximo post, um blogroll, ainda que atrasado, com os blogs das gatas da melhor rede social do mundo!(Palavra da rede de blogs que nasceu lá e que sempre irá mais Além).

‘A Fazenda 4′: Conheça os 14 participantes

Meu vizinho do iG, Fernando Oliveira, adiantou, hoje, a lista de nomes que estarão em “A Fazenda 4”, da Record. E a Rede Além confirma os próximos 14 peões que enfrentarão várias provas, e a temida roça:

Ana Markun, atriz, famosa por ter atuado em “Os Mutantes”

Cumpadre Washington, ex-vocalista do É o Tchan!

Dinei, ex-jogador do Corinthians

 

Duda Yankovich, boxeadora

François Teles de Medeiros, modelo

Joana Machado, personal trainer e ex-namorada do jogador Adriano

João Kleber, apresentador de TV e humorista

Marlon, cantor da dupla sertaneja Marlon & Maicon

Raquel Pacheco, escritora e ex-garota de programa, mais conhecida como Bruna Surfistinha

Renata Banhara, modelo

Taciane Ribeiro, modelo

Thiago Gagliasso, ator, trabalhou na novela “Luz do Sol”

Valesca Popozuda, funkeira

Zé Reinaldo, coreógrafo, famoso no Carnaval carioca

A última dúvida é, por enquanto, se deve acrescentar, ou não, mais dois concorrentes.

Haviam rumores que davam conta de que, depois de aparecer no “Programa do Jô”, a socialite e funkeira Heloisa Faissol teria sido procurada.

Mas uma desistência foi confirmada: a escritora Mayra Dias Gomes, que por motivos de ordem pessoal preferiu permanecer nos Estados Unidos, onde mora. Esta é a segunda vez que ela declina do convite para o programa.

Podem haver mudanças, ainda que pouco prováveis, faltando 1 mês para o inicio da nova temporada. O programa segue com Britto Jr. na apresentação e Rodrigo Carelli na direção.

A Rede Além ficará de olho e acompanhará todos os detalhes.

Rede Além dos 140 Caracteres. A rede de blogs que vai Além, para quem quer ir mais Além.

Exclusivo: Os 14 participantes de ‘A Fazenda 4′ | Na Tv

Blogroll do Além: Outro Canal – O Blog

Todo mundo que lê, ou assina a Folha de São Paulo, já conhece a coluna Outro Canal, que hoje é escrita por Keila Jimenez, mas que em outros tempos já foi responsabilidade de Daniel Castro, hoje no portal da Record(a partir de hoje não será citado o nome do portal da Record, por um motivo bém óbvio, este é a cópia escancarada do G1, um dos portais da Globo.com).

Mas, o que quase todos não sabem, é que a coluna da Folha, também dá nome ao blog, presente no Folha.com.

Só fui saber disso hoje, por causa do link visto no Papo de Bola, no Papo de Mídia de hoje, onde o Edu, falou sobre a contratação de Paulo Bonfá, pelo SporTV:

“Paulo Bonfá é o novo contratado do Sportv. Dia 30 deste mês o ex-apresentador do "Rock Gol" da MTV – que, após deixar a emissora musical, disse pretender seguir mais na linha do jornalismo esportivo – estreará o programa "Diários do Bonfá", um diário de bordo pelos países que disputarão a Copa América, com seu bom humor e interatividade com a audiência”.

Para saber mais, é só acessar o blog da coluna: http://outrocanal.folha.blog.uol.com.br/

E de brinde, uma gafe daquelas:  “Ana Paula Padrão cometeu uma gafe, ao vivo, no "Jornal da Record" na noite desta terça-feira (7).

Ao anunciar uma reportagem sobre como assaltantes conseguem tirar as manchas de notas roubadas de caixas eletrônicos, a âncora se confundiu e chamou o "Jornal da Record" de "Jornal Nacional", principal noticiário da concorrente Globo”.

Como sabemos, e vimos, Ana Paula já andou pela Central Globo de Jornalismo, no Rio e, em São Paulo, ancorando e comentando e fazendo reportagens para todos os jornais da rede. E antes de ir para o novo Jornal da Record, ela fez parte do jornalismo do SBT(hoje com Rachel Sheherazade, Carlos Nascimento e companhia limitada), ancorando o SBT Brasil.

Se quiser ver o vídeo, assista aqui.

Rede Além dos 140 Caracteres. A rede de blogs que vai Além, para quem quer ir mais Além.

Greve para todos os lados, e prejuízo para todos nós

Hoje, eu ouvi na Itatiaia que os professores da rede estadual estão em greve por tempo indeterminado. O motivo: eles exigem que o Governo de Minas passe a pagar, pelo menos com base no Piso Salarial Nacional.

Na Bahia, os professores universitários, também estão em greve por melhores salários.

Este também é o motivo da greve dos Policiais Civis em Minas, e dos Bombeiros no Rio de Janeiro.

Tudo bem que eles querem melhores salários e melhores condições de trabalho. Mas, eles podem fazer suas reivindicações sem prejudicar quem mais precisa de seus serviços.

Greves, manifestações, assembleias, enfim, tudo isso prejudica o povo. No caso das greves, o serviço dobra para eles. No caso dos professores, aí piora, pois tem reposição, então, sobra para os alunos. Eles podem até achar legal; Oba, greve! Viva! Vai ter greve. Mas depois vem a reposição nas ferias, ou no fim do ano, aula nos sábados, ou sexto horário…

Já quando o assunto é manifstação, protesto, aí sobra para o trânsito. Nas capitais, então… Dois exemplos: Belo Horizonte tem o trânsito complicadíssimo, São Paulo, muito pior, e quando tem essas manifestações, então, é um “Deus nos acuda”.

Ainda bem que o Governo de Minas já deu aumento para os policiais militares e bombeiros de todo o estado. É bom o Sérgio Cabral dar aumento para os bombeiros cariocas, se não, os cariocas não poderão mais pedir socorro, quando houver incêndio.

Além dos 140 Caracteres: a rede de blogs que vai Além, para quem quer ir mais Além.